RelatoPB

Aqui se fala

© 2016 por "RelatoPB". Orgulhosamente criado com relatopb

SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA DE VEREADORES DE ARARUNA (08/11); veja resumo

12.11.2019

 


Na tarde desta sexta-feira (08/11) aconteceu mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Araruna/PB – Casa Nô Lima, sob a presidência do vereador Carlos Antônio de Sousa Teixeira, vulgo Toinho Natanael. Para a abertura, em conformidade com a Ordem do Dia, foi lida a ata da sessão anterior, como também os ofícios, requerimentos, projetos de lei e pareceres.

 

 Veja resumo da sessão:

 

A primeiro vereadora a discursar, Maria de Lourdes, iniciou saudando a todos.  Sobre os requerimentos da tarde, a vereadora é a favor de alguns. Sobre a matéria que trata da Bolsa Cidadã para os munícipes de Araruna, não vê nenhum motivo para que seja colocado para depois, então o correto é continuar e observar a necessidade do povo ararunense. Sobre o projeto para colocar o nome do Calçadão de Professor Expedito, ela acha de muita relevância, mas que há também a possibilidade de colocar o nome da aluna universitária que perdeu a vida e após isso foi feita a mobilização para a construção do calçadão. Disse ainda que caso haja necessidades, o prefeito estará disponível para comparecer e debater acerca do Projeto Bolsa Cidadã. Finalizou desejando uma boa tarde a todos.

 

O vereador Francisco Railton iniciou agradecendo a Deus e saudando a todos presentes na Câmara. Parabenizou inicialmente a assessoria jurídica pela causa vencida quando alguns vereadores entraram na justiça alegando que a mesa estava incorreta. Disse também ter ficado triste pelas palavras do prefeito, quando ele falou que os vereadores não aprovam suplementação, o que é uma mentira. Acerca dos requerimentos, ele é favorável e apenas no que diz respeito ao nome que será dado ao Calçadão os vereadores podem sentar, conversar e ver qual nome será concedido para que ninguém saia prejudicado. Encerrou as palavras prometendo voltar à tribuna.

 

O vereador Antônio Olinto iniciou saudando a todos. Pediu inicialmente uma moção de aplausos ao prefeito Vital Costa e ao presidente da Fecomércio pelos serviços prestados especialmente ao público feminino no Outubro Rosa. Registrou agradecimentos a Fátima Maciel, diretora do SESC por ter disponibilizado a carreta móvel aonde foram oferecidos várias oficinas. Disse ainda que esse feito trata-se de agradecer pelas bem feitorias que estão sendo realizadas para a população ararunense. Sobre a suplementação, ele disse que o prefeito toca na tecla de que o orçamento foi zerado, e não da suplementação.

 

O vereador Antônio Bernardo iniciou saudando a todos. Falou que aceita todos os requerimentos, pareceres e título de cidadão. Agradeceu a assessoria jurídica pelo seu trabalho, fazendo um adendo de que não iria mais ocorrer problemas com a mesa diretora da câmara legislativa. Finalizou desejando uma boa tarde a todos.  

 

O vereador Adailson Bernardo saudou todos vereadores, ouvintes e colaboradores da casa e a população presente. Iniciou falando que não sabe o motivo de seus requerimentos nunca serem respondidos. Parabenizou a assessoria jurídica pelo seu trabalho. Apresentou um voto de aplausos para Cristiane Alves, uma youtuber ararunense que conseguiu atingir a marca de 100.000 inscritos na plataforma You Tube. Disse ser contra ao voto de aplauso para o prefeito. Já aos demais requerimentos ele é a favor. Falou sobre as perseguições que vem sendo feitas a alguns ararunenses. Se solidarizou ainda com o professor Wando por ter sido chamado a atenção pelo prefeito.

O vereador Luís Martiniano iniciou dando boa tarde a todos. Falou inicialmente sobre seus requerimentos, os quais solicitam a limpeza dos barreiros da cidade de Araruna, e também o voto de aplauso ao prefeito do município, especialmente pelo que vem sendo feito, inclusive a sinalização de vias, e que Vital Costa tem trabalhado incansavelmente pelo povo de Araruna. Solicitou também a reforma da Escola de Fazenda Nova Antônio Pinheiro de Assis, já que lá é uma grande comunidade e que merece uma escola digna. Pediu ainda um voto de aplausos para a “moça mais velha” do município, a qual completou 107 anos, Dona Isabel Gomes. Sobre a suplementação, o vereador observou que o povo ararunense é sofrido e que se o prefeito solicita uma suplementação é porque está precisando dessa dotação orçamentária.

 

O vereador Jeferson Targino saudou a todos. Observou que os pareceres são baseados na constitucionalidade, e tratam-se de uma opinião se devem ir ou não a plenário. Acerca do projeto da Bolsa Cidadã, ele acredita que nenhum profissional assinaria um projeto sem ser completamente responsável, e que está a mercê de cada vereador votar contra, a favor ou até mesmo se abster. Finalizou dizendo que concorda com todos os requerimentos apresentados em plenária.

 

O vereador Francisco Railton (Pepeta) retornou à tribuna para falar sobre a suplementação mais uma vez. Perguntou o que aconteceu com o dinheiro que novamente está faltando. Disse ainda que todos que defendem o prefeito na Câmara é porque tem emprego. Disse também que o município não tem se quer um caminhão pipa. Pediu ainda que o povo ararunense observe os vereadores e o prefeito.

 

O vereador Antônio Olinto retornou à tribuna. Iniciou dizendo que já deu para perceber que o problema de Adailson Bernardo com o prefeito é pessoal. Disse ainda eu o vereador Adailson Bernardo já falou que com Maranhão não queria conversa nunca mais e que agora está do lado deles. Sobre o vereador Pepeta, ele disse que não entende o porquê dele chegar até a tribuna e se exaltar tanto.  

  

O vereador Adailson Bernardo também retornou à tribuna e aproveitou denunciar que existem turistas que vão para o Cânion do Macapá e na volta tomam banho no Porão, o que é errado por lá a água ser usada para fins domésticos. Denunciou ainda que existem vários motoristas que prestam serviço para a prefeitura e que não têm habilitação, inclusive carros grandes. Sobre a suplementação, ele disse que mentira tem perna curta e que até onde ele viu, não precisa de suplementação. Disse ainda que o prefeito falou na rádio que não falta exame nem carro para ninguém, então ele gostaria de saber por que o povo reclama.

 

O vereador Luís Martiniano retornou à tribuna e falou mais uma vez sobre a questão da suplementação. Observou o fato de que cada vereador é consciente de suas escolhas. Sobre os projetos de grande relevância, ele disse que estes deveriam ser colocados em pauta rapidamente para serem aprovados, a exemplo do projeto do Hospital Napoleão Laureano. Finalizou agradecendo a todos e desejando uma boa tarde a todos.

 

O vereador Jeferson Targino retornou à tribuna e disse que todos sabem que alteração no orçamento não é falha, e sim uma previsão do que será gasto. Lembrou ainda que os vereadores estão na Câmara para que ocorra o debate. Disse também que não vê motivos para as matérias serem retiradas da pauta. Finalizou desejando a todos uma boa tarde e um final de semana de muita paz e muita luz.

 

O vereador Francisco Railton retornou à tribuna e disse que que com ele é um peso e uma medida. Disse ao vereador Jeferson Targino que antes ele participava da mesa e de repente ele não quis mais, e que o povo sabe da verdade. Sobre ter R$ 250.000,00 sendo pedido na suplementação para a realização de uma festa, ele gostaria que esse dinheiro fosse usado para fazer exame para o povo. Finalizou desejando um final de semana de saúde e paz.

 

Ao final da sessão o requerimento de voto de aplausos ao prefeito Vital Costa foi reprovado.  O projeto que dispõe sobre exigência de reconhecimento de firma foi arquivado. Já os demais requerimentos e projetos foram aprovados.

 

A sessão contou com a presença dos Vereadores: Adailson Bernardo, Antônio Olinto da Costa, Carlos Antônio de Souza Teixeira, Francisco Railton Neves Pontes, Francisco Edinaldo Pontes Martins, Antônio Bernardo de Sousa, Jefferson Targino, Maria de Lourdes Solano de Macêdo e Luís Martiniano.

 

 

Foto: Divaldo Lima

Texto: Nayara Soares

 

 

Please reload

Please reload

Últimas Notícias
1.jpg