Desemprego tem alta pela 5ª semana seguida, aponta IBGE


O desemprego diante da pandemia do novo coronavírus teve queda pela 5ª semana consecutiva com o fechamento de cerca de 2 milhões de postos de trabalho neste período. É o que aponta um levantamento divulgado nesta sexta-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


De acordo com o levantamento, cerca de 11,9 milhões de brasileiros estavam desempregados na segunda semana de junho, o que representa um aumento de, aproximadamente, 700 mil trabalhadores a mais na fila por um emprego no país na comparação com a semana anterior.

Já na comparação com a primeira semana de maio, a população desempregada aumentou em cerca de 2 milhões de pessoas - uma alta de 21% em cinco semanas.

A alta do desemprego foi observada em todas as grandes regiões do país. Na comparação com a primeira semana de maio, a alta mais expressiva foi observada no Centro-Oeste (27%). Nordeste e Sul também tiveram aumento maior que a média nacional - 23% em ambas as regiões.

No Sudeste o crescimento foi um pouco menor, de 20%. E a menor alta no desemprego ocorreu na Região Norte (11%).

Além da alta persistente no desemprego, o levantamento mostrou que: a informalidade no mercado de trabalho voltou a ter queda após duas semanas de alta;

  • o contingente de trabalhadores afastados por causa do isolamento social segue em queda;

  • o número de trabalhadores em home office ou teletrabalho na pandemia se mantém estável.

RelatoPB

Aqui se fala

© 2016 por "RelatoPB". Orgulhosamente criado por relatopb