Por “segurança e performance”, FIA desiste de padronizar freios da F1 em 2021


Uma das propostas de mudanças na Fórmula 1 para 2021 voltou para a gaveta nesta sexta-feira (27). A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou a decisão de postergar a padronização de freios, estudada ao longo dos últimos meses, por temer problemas relacionados à segurança e a uma perda de performance dos carros.


O motivo por trás do temor é o fato de que muitos aspectos dos carros vão mudar em 2021, dificultando um estudo a respeito de como deve ser o freio padrão da categoria.


“As mudanças significativas no regulamento, assim como a forma com que serão interpretadas pelas equipes, vão afetar múltiplos aspectos dos carros de 2021”, explicou o comunicado da FIA. “Considerando o papel crucial dos freios tanto em segurança quanto em performance, a FIA decidiu cancelar os processo seletivos tanto de sistemas de freio quanto de materiais de fricção para a F1 até que novos estudos sejam feitos”, seguiu.


“A FIA que agradecer a marca pré-selecionada, a Brembo, por fornecer uma proposta detalhada e consciente baseada nas especificações fornecidas. De qualquer forma, à luz das considerações sobre os carros, ficou decidido rever a situação de 2021”, comentou.


O adiamento da padronização de freios é um novo golpe à tentativa de diminuir custos da Fórmula 1. A tentativa de fazer o mesmo com as caixas de câmbio já foi descartado, enquanto a possibilidade de padronizar embreagens causa preocupação na Ferrari.

#esporte

RelatoPB

Aqui se fala

© 2016 por "RelatoPB". Orgulhosamente criado por relatopb