Brasil garante ouro e prata na ginástica masculina em Lima


A segunda-feira (29) foi dourada, e prateada, para a ginástica masculina do Brasil. Caio Souza e Arthur Nory conquistaram as medalhas no individual geral dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. O canadense Cory Paterson foi o terceiro lugar.


Na rotação, os brasileiros passaram pelo solo, cavalo com alças e argolas. Foi o terceiro aparelho que mudou o rumo da disputa. Caio fez uma apresentação muito boa e assumiu a liderança. No salto, virou dobradinha quando Nory conseguiu 14.650 pontos na apresentação.


Na arquibancada, Rosilene, mãe de Caio não aguentava de nervoso. “Eu vou ter um troço. Vai ser deles”, desabafou a mãe. Na primeira vez que acompanhou o filho fora do Brasil e já vai voltar para Volta Redonda, no Rio de Janeiro, com pelo menos dois ouros.


Nas barras paralelas, foi administrar as primeiras posições. Na barra fixa, Caio foi o segundo a se apresentar e comemorou muito. Sabia que a apresentação era digna de ouro. Rosilene não parou mais de chorar com a apresentação do filho. "Eu nem sei o que eu tô sentindo. Ele e o seu técnico merecem isso. Estou tremendo, não sei se sento ou fico em pé para comemorar", disse a mãe de Caio após mostrar no telão a classificação geral com atletas brasileiros.


Na vez de Arthur Nory, o ginasta também foi muito bem. Foi a apresentação da dobradinha brasileira, pela primeira vez na história do Jogos Pan-Americanos.

#esporte

RelatoPB

Aqui se fala

© 2016 por "RelatoPB". Orgulhosamente criado por relatopb