Feira da construção civil é realizada até este sábado (1º) em João Pessoa


Com foco nos profissionais, construtores, engenheiros, arquitetos e empresários da indústria da construção civil, tem início nesta quinta-feira (29), a primeira edição da Feira Brasileira da Indústria da Construção e Arquitetura (ConstruCon) e o terceiro Congresso Nacional de Construção de Edifícios (Conaced). Os eventos prosseguem até o próximo sábado (1º), no Centro de Convenções de João Pessoa e têm a expectativa de atrair cerca de 10 mil pessoas durante os três dias de realização.


A ConstruCon acontece das 14h às 21h, com entrada gratuita. Mas para garantir a presença é necessário fazer inscrição prévia no site da feira. Já as palestras e workshops do Conaced começam todos os dias a partir das 9h e seguem até as 20h. Para participar, as inscrições podem ser feitas no site do Conaced, com valores a partir de R$ 220.


A feira ConstruCon vai reunir 50 estandes com mais de 100 marcas fornecedoras de diversos segmentos da indústria da construção civil, além de associações, entidades e representantes governamentais, que vão apresentar novidades e tendências do mercado.


Já o Conaced traz uma programação acadêmica, mas com foco no mercado de trabalho. O evento é promovido pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com apoio da Associação Nacional de Tecnologia no Ambiente Construído (ANTAC).


O Conaced tem como tema principal “As novas abordagens e tecnologias na construção contemporânea”, com destaque para assuntos como sustentabilidade, novos métodos em projetos, tecnologia no canteiro de obras, desafios da construção civil, gestão de resíduos e planejamento no processo construtivo.


Segundo o organizador do evento, Will Fonseca, a previsão para 2019 é de crescimento da indústria da construção civil. “Apesar das oscilações e dificuldades econômicas sofridas nos últimos tempos, a previsão para 2019 é de crescimento da indústria da construção civil, e nossa missão com a realização desses eventos é criar condições para gerar cada vez mais eficiência no setor”, explica.

#relatopb

Sem título-2.png