Confira resumo da sessão ordinária da Câmara de vereadores da cidade de Araruna-PB do dia 14 de Agos



Na última sexta-feira (14) aconteceu mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Araruna/PB – Casa Nô Lima, sob a presidência do vereador Adailson Bernardo (PSB). Para a abertura, em conformidade com a Ordem do Dia, foi lida a ata da sessão anterior, como também a apresentação de 04 (quatro) requerimentos e de mais 02 (dois) projetos. Ressaltando também a leitura dos ofícios apresentados na mesma sessão em que se tratavam respectivamente: A solicitação do ministério público para utilização de uma sala da Câmara para a realização de Casamento Civil coletivo para o próximo dia 19/09; a justificativa da falta do Vereador Antônio Olinto a corrente sessão; e por fim, justificativa de falta da Secretária de Saúde, América Loudal, a qual fora convocada pela terceira vez para prestar esclarecimentos na Câmara de Vereadores de Araruna-PB.


Demarcado os vereadores faltosos, Antônio Olinto, Maria de Lourdes, Luís Martiniano e Rodolfo Cordeiro, a palavra foi facultada ao vereador Francisco Martins, o qual não a fez o uso, assim como também os vereadores Francisco Railton, Caio Ludgério, Antônio Bernardo e Antônio Natanael.


Com o uso da palavra, o vereador Jeferson Targino iniciou seu discurso parabenizando a presidência da Câmara pela iniciativa de colocar um novo sistema de som inaugurado nesta mesma sessão. Concordou ainda com os requerimentos apresentados na sessão. Agradeceu ao povo ararunense pela recepção do deputado Manoel Ludgério, assim como ao vereador Caio Ludgério, ao Vereador “Pepeta” e o vice-prefeito Iran. Finalizou parabenizando os vereadores que foram entrevistados neste mesmo dia na Rádio Serrana.

O vereador Jeferson Targino passou a palavra ao vereador Francisco Railton e o mesmo agradeceu ao povo ararunense e aos vereadores que mesmo distante, observaram o encontro do deputado Manoel Ludgério e ressaltou ainda que Araruna precisa de pessoas que digam a verdade, que a mentira é passado.


O vereador Adailson Bernardo iniciou seu discurso saudando a todos e falando sobre a obrigação de cada vereador participar da sessão, demonstrando ainda tristeza que em prol de um movimento político quase a metade da mesa de vereadores tenham se ausentado da sessão. Falou acerca do Prefeito Constitucional do Município onde afirma que ele usou de seu poder para que seus aliados participem de um movimento político e ainda sobre os servidores da prefeitura que participam desses eventos em horário de trabalho. Ressaltou ainda que solicitou uma investigação do ministério público a respeito do funcionamento da rede pública municipal e estadual neste mesmo dia. Ponderou que “é um imperialismo tão grande que esta casa legislativa já convocou a secretária municipal de saúde para prestar esclarecimento sobre o PCCR [...] por três vezes já e justificou dizendo que tinha compromisso”. Finalizou ainda que o farmacêutico também deveria comparecer à sessão, mas sequer apresentou justificativa da sua ausência.


Vereador Adailson Bernardo passou a palavra ao companheiro de bancada, Caio Ludgério, e o mesmo iniciou seu discurso ressaltando que o gestor municipal não tem consideração com as pessoas que faz 25 anos que estão ao lado dele, imagine pelos vereadores.

Vereador Adailson Bernardo retornou a palavra pedindo ao ministério público que averigue o uso do Programa Mais Educação no município de Araruna, pois recebeu denúncias de que o valor estaria sendo rateado até para três pessoas, assim como também denúncias de que os carros locados pela prefeitura estariam dentro da carreata, o que não seria admissível diante das leis orgânicas que regem o município.


Vereador Francisco Railton solicitou encarecidamente que o prefeito revisasse a construção de quebra-molas em determinadas localidades que prejudicou mais de quatro famílias, causando acidentes, já que estes mesmos não teriam sido feitos da maneira correta. Ainda sobre o programa Mais Educação, o vereador afirmou ser verdade, pois conhece pessoas que estão recebendo esses valores rateados e que o ministério público deve de fato apurar essas denúncias.


Posteriormente o vereador Adailson Bernardo finalizou suas palavras defendendo os requerimentos de sua autoria.


No final da sessão todos os requerimentos e projetos foram aprovados por unanimidade.


A sessão contou com a presença dos Vereadores: Adailson Bernardo, Carlos Antônio de Souza Teixeira, Francisco Railton Neves Pontes, Francisco Edinaldo Pontes Martins, Caio Ludgério, Antônio Bernardo de Sousa e Jefferson Targino.

#relatopb #araruna

Sem título-2.png