Avicultura cresce e fornece carne para empresas privadas na PB


Afetada pela crise e pela paralisação de programas de alimentação governamentais, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), do Governo Federal, o setor de avicultura paraibana vem ganhando um novo fôlego com o fornecimento de aves para a iniciativa privada.


Segundo o Sebrae Paraíba, a primeira empresa beneficiada com o abate de 3 mil cabeças de aves da propriedade do produtor José Costa, na cidade de Monteiro, Cariri do estado, será a Vó Ita Frios, que distribui produtos alimentícios, entre secos, refrigerados e congelados.


Conforme o médico veterinário e consultor do Sebrae, Vicente de Assis Ferreira, esse é um grande passo para os produtores, que tradicionalmente dependiam dos programas governamentais.


“Poder encaixar vendas para a iniciativa privada é um grande feito para os produtores, sobretudo porque sempre vinham trabalhando com programas governamentais, que nem sempre tem sua duração correta ou mesmo são interrompidos bruscamente”, ressaltou o veterinário.


Ainda segundo o consultor, o trabalho de instrução dos produtores começou no início do ano, trabalhando manejo e conhecimentos específicos para que o produto esteja adequado à demanda da iniciativa privada, a exemplo da alimentação dos planteis, que é totalmente natural e do peso de abate das aves, cuja média é 2,5 quilos. Cerca de 130 produtores de aves caipiras integram o Programa de Avicultura Alternativa do Sebrae Paraíba em todo o estado.


Fonte: PortalCorreio


#relatopb #agronegocio

RelatoPB

Aqui se fala

© 2016 por "RelatoPB". Orgulhosamente criado por relatopb