Polícia Federal realiza operação contra crimes previdenciários em João Pessoa


A Polícia Federal, em conjunto com a Coordenação de Inteligência Previdenciária do Ministério da Fazenda, deflagrou na manhã desta quarta-feira (25) a “Operação Haraquiri”, com o objetivo de colher provas relacionadas à investigação policial conduzida pela Delegacia de Combate aos Crimes Previdenciários, da Superintendência Regional de Polícia Federal na Paraíba.

Derly Brasileiro é o delegado da Polícia Federal que está à frente da operação. Os inquéritos policiais, instaurados a partir de março de 2017, apuram a prática de irregularidades por ocasião do requerimento, concessão e manutenção de benefícios previdenciários, na cidade de João Pessoa, crime tipificado no artigo 171, parágrafo 3º, do Código Penal Brasileiro.

Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão em imóveis relacionados aos investigados, expedidos pela 16ª Vara Federal da capital.

O prejuízo aos cofres da Previdência Social gira em torno de R$ 800 mil.

HARAQUIRI - O nome da operação é em razão do falecimento de um dos investigados, na data em que prestaria esclarecimentos à Polícia Federal. A palavra significa, no entanto, forma de suicídio ritual praticada no Japão, especialmente pelos guerreiros e pelos nobres, que consiste em rasgar o ventre a faca ou a sabre.

#relatopb

Sem título-2.png