CBF revela camisa do Brasil com amarelo 'vibrante' inspirado na Copa de 1970



A CBF revelou nesta quarta-feira as novas camisas que a seleção brasileira usará na Copa do Mundo de 2018. Por meio de seu site oficial, a entidade trouxe a público os modelos e disse que os uniformes foram inspirados na participação do Brasil nos Mundiais de 1958 e 1970, quando o time nacional conquistou o seu primeiro e o seu terceiro título da competição, respectivamente


O principal destaque é a adoção do amarelo em um tom bastante vivo no uniforme número 1, assim como aconteceu na Copa de 1970. "Na Amarelinha, o primeiro uniforme da Seleção, o tom da cor que mais representa o sucesso nos gramados foi batizado de Ouro Samba (Samba Gold). É o mais vibrante das últimas duas décadas. Essa nuance vem dos meados de 1970, época do Tricampeonato Mundial. Na parte de trás da nuca, uma faixa vertical na gola traz, depois de 50 anos, o azul de volta à camisa principal", escreveu a CBF na nota que publicou nesta manhã.


A entidade também enfatizou que "o legado de habilidade, técnica e ousadia eternizado pela seleção brasileira nos títulos mundiais de 1958 (Suécia) e 1970 (México) está sendo homenageado nas cores vivas desta coleção".


"Comparamos todos os tons de amarelo à cor exata usada em 70. Aquele foi o primeiro torneio mundial transmitido a cores pela televisão. O amarelo vivo e brilhante dos brasileiros era uma representação visual do modo de jogar daquela equipe. Aquele foi um dos momentos mais importantes da história do futebol e trouxemos essa mesma energia para a coleção 2018 da seleção brasileira", afirmou o diretor sênior de design para vestuário da Nike Futebol, Pete Hoppins.


A ação promocional que fez para divulgar as novas camisas da seleção contou com Neymar, Philippe Coutinho, Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Paulinho como modelos. O uniforme tem uma discreta gola em V e, na parte de trás da nuca, contém uma faixa vertical e uma pequena listra em azul dentro dela, sendo que esta cor não era utiliza na camisa principal há 50 anos.

#esporte

Sem título-2.png