Imperdíveis: 20 filmes que serão removidos da Netflix em abril


Como faz todos os meses, a Netflix remove de seu catálogo alguns filmes – e acrescenta outros. Em abril, serão retirados do sistema de streaming 96 títulos, entre filmes, desenhos e séries. Escolhi os vinte que eu acho imperdíveis.


Alguns já se tornam clássicos, como Platoon ou até mesmo o simpático Pequena Miss Sunshine. Mas há longas-metragens a serem descobertos, como Encarcerado, do mesmo diretor do recente A Qualquer Custo, e I Will Follow, dirigido por Ava DuVernay, a mesma de A 13 Emenda, que concorreu ao Oscar.


Abaixo, você confere a minha lista e, em seguida, tem todos os títulos que serão removidos no mês de abril. Fique ligado!


Una Sola Noche (Apenas uma Noite) – Encantador romance sobre um casal (Keira Knightley e Sam Worthington) tentado atrair seus respectivos parceiros durante uma noite em que ficaram separados.


Apenas uma Noite: Keira Knightley e Sam Worthington tentados pela traição

Bravura Indômita – Os irmãos diretores Ethan e Joel Coen revitalizaram o faroeste na trajetória feminista de uma garota que contrata um beberrão para se vingar dos assassinos de seu pai.


Conduzindo Miss Daisy – Vencedor de quatro prêmios no Oscar de 1990, incluindo melhor filme e melhor atriz (Jessica Tandy), narra a convivência de uma senhora branca com seu motorista particular negro (interpretado por Morgan Freeman).


Coração Louco – Jeff Bridges ganhou o Oscar de melhor ator em 2010 no papel de um cantor decadente de música country, que reencontra o amor ao conhecer uma repórter.


Deus da Carnificina – Ótima adaptação da peça homônima, traz Jodie Foster, Kate Winslet, Christoph Waltz e John C. Reilly como dois casais que, durante um encontro inconveniente, colocam suas neuras e desavenças na mesa.


Encarcerado – Antes de dirigir A Qualquer Custo, que foi indicado ao Oscar 2017, David Mackenzie realizou este drama sobre um delinquente juvenil que é transferido para um presídio de adultos e, lá, reencontra seu pai.


A Fortuna de Ned – Deliciosa comédia inglesa sobre dois senhores que tentam pegar a bolada da loteria de um sortudo que morreu.


Howl – Ficou inédito nos cinemas este drama inspirado em fatos reais sobre o processo que sofreu o poeta Allen Ginsberg (papel de James Franco), acusado de pornografia, em 1957.


I Will Follow – Ava DuVernay, diretora de Selma e A 13 Emenda, apresenta a história de uma mulher em luto e as doze pessoas que a ajudaram a superar a dor da morte da tia.


Ida – Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro em 2015, o drama polonês traz a história de uma noviça à procura do passado de sua família, durante a II Guerra.


Johnny & June – Com cinco indicação ao Oscar em 2006, a cinebiografia do casal de cantores Johnny Cash e June Carter rendeu a estatueta de melhor atriz para Reese Witherspoon.


Katyn – Um dos últimos grandes trabalhos do diretor polonês Andrzej Wajda (1926-2016), narra um fato real sobre o extermínio de cidadãos e militares poloneses por soviéticos, em 1940.


Kill Bill: Vol. 2 – Um dos melhores trabalhos de Quentin Tarantino, a aventura segue a vingança da Noiva para exterminar uma quadrilha que tentou matá-la.


Little Birds – Exibido no Festiva de Sundance em 2011, o drama mostra a perigosa aventura de duas amigas que decidem seguir três garotos até Los Angeles.


Pequena Miss Sunshine – Uma garotinha, embora acima do peso, quer participar de um concurso de beleza e faz com que sua excêntrica família embarque numa louca viagem pelos Estados Unidos. Vencedor de dois prêmios no Oscar 2007: melhor roteiro original e melhor ator coadjuvante, para Alan Arkin.


Perfume – A História de um Assassino – Inspirado no livro homônimo, o drama de época mostra a obsessão de um perfumista que quer criar o produto com a essência das mulheres.


Platoon – Um dos mais profundos e densos registros da Guerra do Vietã faturou quatro prêmios no Oscar 1987, incluindo melhor filme e melhor direção, para Oliver Stone.


O Senhor das Armas – Com humor e ironia, a comédia dramática faz um retrato ácido de um mercador de armas, interpretado por Nicolas Cage.

O Urso – O diretor francês Jean-Jacques Annaud se volta à natureza selvagem para registrar a sobrevivência de um urso após a morte de sua mãe.


Sin City – A Cidade do Pecado – Com muito estilo e levando fielmente as HQs ao cinema, os diretores Frank Miller e Robert Rodriguez narram várias histórias de vingança e traição.

Fonte/foto: msn.com

#relatopb #cinema

Sem título-2.png