Detran-PB leiloa 500 veículos nesta quarta-feira


O Departamento de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) realiza nesta quarta-feira (14) leilão com 500 veículos. O certame acontece às 09h no Centro de Ensino da Polícia Militar, localizado no bairro de Mangabeira, zona sul da cidade. O período de visitação dos interessados nos veículos que irão a leilão continua até esta terça-feira (13), no pátio da sede do órgão, em Mangabeira.


A visitação foi aberta na última sexta-feira (9), das 8h às 16h30, para inspeção visual dos veículos. Segundo o edital, “é assegurado a todo interessado o direito de inspecionar, visualmente, todos os veículos automotores, nos dias e horários indicados, pelo que ninguém poderá, posteriormente, alegar qualquer desconhecimento do estado de conservação dos bens, objetos do presente leilão”.

Cronograma dos leilões - Até o final deste ano, o Detran da Paraíba vai leiloar um total de 4.500 veículos, entre carros, motos e sucatas. Conforme o cronograma, os leilões seguem nos dias 15 (Centro de Ensino da PM), 16 (Campina Grande) e 17. Nessa última data, serão leiloadas cerca de 1.000 sucatas inservíveis, recolhidas à unidade do Valentina Figueiredo. No mesmo dia, ocorrerá o evento em Patos.

Os carros e motos recuperáveis ou sucateados se encontram no pátio da sede do Detran, no Conjunto Mangabeira VII. Eles foram removidos por infração ao código de trânsito e não retirados por seus proprietários nos prazos e na forma da legislação vigente. Os lances iniciais variam entre R$ 50 (motos recuperáveis e sucatas) a R$ 5,8 mil.


O superintendente do Detran-PB, Agamenon Vieira, destacou que o órgão está engajado na campanha em prol do meio ambiente. “Os leilões têm como finalidade reduzir a quantidade de veículos e sucatas nos pátios do órgão, a fim de evitar a proliferação do Aedes aegypti, mosquito responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya”, enfatizou.


Segundo o presidente da Coordenação de Leilão do Detran-PB, Crizanto Diniz, o veículo considerado recuperável poderá voltar a circular, desde que o arrematante tome as providências necessárias. “Já o veículo considerado sucateado não poderá voltar a circular, devendo ser baixado no Renavan (Registro Nacional de Veículos Automotores), com destinação exclusiva para desmonte e reaproveitamento comercial de suas peças e partes metálicas”, ressaltou.


#relatopb

RelatoPB

Aqui se fala

© 2016 por "RelatoPB". Orgulhosamente criado por relatopb