Servidores técnicos da UFPB fazem assembleia e aprovam paralisação por unanimidade


Os servidores técnico-administrativos da Universidade Federal da Paraíba, em assembleia geral da categoria, convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Ensino Superior da Paraíba (Sintes-PB), aprovaram por unanimidade, no fim da manhã desta terça-feira (25), no Centro de Vivência do Campus I da instituição, paralisar as atividades até que a Proposta de Emenda Constitucional 241/16, que cria um teto para os gastos públicos, seja rejeitada pelo Congresso Nacional. Os trabalhadores não se pronunciaram sobre o possível prosseguimento da paralisação caso a PEC seja aprovada. A categoria deliberou ainda pela instalação nesta quarta-feira (26), às 9h, na sede do Sintes-PB, do comando local de greve, escolha da representação do Sintes-PB para o comando nacional de greve e o planejamento das atividades de mobilização com vistas ao fortalecimento do movimento. Uma assembleia setorial será realizada com os servidores técnico-administrativos do Hospital Universitário Lauro Wanderley, ainda a ser agendada, para discutir a participação no movimento e definir equipes para garantir os serviços essenciais que não podem ser prejudicados.

Com a adesão dos servidores da UFPB à greve nacional, comandada pela Federação de Sindicatos dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil (Fasubra) já são 27 universidades que estão com atividades paralisadas até o momento em todo o país, em um universo de 51 instituições, que ainda estão realizando assembleias.


#relatopb

RelatoPB

Aqui se fala

© 2016 por "RelatoPB". Orgulhosamente criado por relatopb