PRF recupera três veículos roubados e retém outro com documentos falsos


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou três veículos roubados e reteve outro com o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) falso, neste fim de semana. As ocorrências foram registradas nos municípios paraibanos de Sumé, Uiraúna, Monteiro e Campina Grande. Nestes dois últimos, a Polícia Militar (PM) e a Polícia Civil integraram as ações. Um BMW X1 foi recuperado na cidade de Sumé, Sertão do Estado, após uma abordagem na BR 412. O carro estava com placas do município de Caraguatatuba (SP). Após inspeção, os agentes da PRF constataram que havia vários sinais de adulterações nas partes identificadoras, como chassi, entre outras; e que as placas eram falsas (frias). O veículo tinha uma queixa de roubo no sistema de consultas e suas placas originais são de Santos (SP). O motorista foi detido e responderá pelo crime de receptação. Já em Uiraúna, também no Sertão, a PRF abordou um GM Astra com placas de São Paulo. O motorista não tinha carteira de motorista (CNH) e apresentou apenas o CRLV. No entanto, após uma checagem no documento os agentes constataram que o mesmo era adulterado. Na verdade, o fato é que o documento original foi apreendido em uma fiscalização em São Paulo, mas o proprietário conseguiu ilicitamente um CRLV verdadeiro em branco (espelho), para que o mesmo fosse preenchido com os dados do seu veículo, sem, no entanto, regularizar a situação do carro. Os policiais descobriram ainda que o documento em branco fazia parte de um lote furtado do Detran (SP). O suspeito foi conduzido para a Polícia Civil pelo crime de uso de documento público falso. INTEGRAÇÃO - Dentro de uma operação de combate ao crime, realizada em conjunto entre a PRF, Polícia Militar da Paraíba e Polícia Civil, dois outros veículos roubados foram recuperados neste sábado. Os policiais abordaram a Toyota Hilux SW4 com placas de Maceió (AL), na cidade de Monteiro, localizada no Sertão. Durante a vistoria foram descobertos que os dois documentos do carro (CRLV) eram falsificados e que a Hilux apresentava vários indícios de adulteração no local de identificação. Os agentes confirmaram que o veículo era um clone (roubado), que, no caso, usava placas de outro similar e em circulação legalizada. A pessoa suspeita foi levada para a Polícia Civil, onde responderá pelos crimes de receptação e uso de documento falso.

Em outra ação integrada, agora em Campina Grande, os policiais prenderam um suspeito de 34 anos com uma GM Montana roubada. A equipe encontrou adulterações no chassi e em outros pontos de identificação do veículo. O Montana estava com placas de São Paulo, mas as verdadeiras são da Paraíba. O homem ainda tinha contra si um mandado de prisão, expedido pela Comarca de Alhandra (PB).

creditos: clickpb

#relatopb

Sem título-2.png