Data Limite segundo Chico Xavier (Veja o vídeo)


Sinopse: Especialistas em ufologia afirmam que após a explosão das bombas de Hiroshima e Nagasaki, se verificou um aumento considerável no número de avistamentos de OVNI’S (Objetos Voadores Não Identificados) em todo o mundo.


Pouco mais de duas décadas depois, o médium brasileiro Chico Xavier confidenciava aos companheiros mais próximos que, por ocasião da chegada do homem à lua em 20 de julho de 1969, acontecera uma reunião com as potências celestes de nosso sistema solar para verificar o avanço da sociedade terrena.


Decidiram pois, conceder a humanidade um prazo de 50 anos para que evoluísse moralmente e convivesse em paz, sem provocar uma terceira guerra mundial.


Se assim convivesse até a Data Limite, a humanidade estaria, a partir de então, pronta para entrar numa nova era de sua existência, e feitos magníficos seriam verificados por toda a parte, inclusive os nossos irmãos de outros planetas estariam autorizados expressamente à se apresentarem pública e oficialmente para os habitantes da terra.


Objetivo do Documentário


O objetivo do Documentário Data Limite Segundo Chico Xavier é apresentar fatos e conexões históricas que sugiram a possibilidade da previsão de Chico Xavier se concretizar num futuro próximo, propondo ao público uma reflexão sobre a grandeza do contexto do universo, sobre o fato de não estarmos sozinhos e os possíveis desdobramentos que se dariam a partir de uma eventual inserção da humanidade na sociedade interplanetária.


Entrevistados


Dentre os entrevistados do projeto estão o médium e orador espírita Divaldo Franco (considerado um dos maiores da atualidade), o escritor Geraldo Lemos Neto (a quem Chico confidenciou os fatos da Data Limite), o jornalista Saulo Gomes (que comandou o programa Pinga-Fogo na década de 60), o ufólogo brasileiro Ademar Gevaerd (O mais conhecido do Brasil), os generais Alberto Mendes Cardoso (Ex Chefe do Estado Maior do Exército Brasileiro e Ex Ministro da Casa Militar) e Paulo Roberto Y. M. Uchoa (filho do Pesquisador e também general Moacyr Uchoa) além do ex-ministro de defesa do Canadá, Paul Hellyer.


O filme se desenrola a partir de um depoimento que o médium Chico Xavier teria dado a alguns seletos amigos, entre eles Marlene Nobre e Geraldo Lemos Neto, em uma conversa informal ocorrida em 1986, após um jantar em sua casa, em Uberaba, e que eles relataram no livro “Não Será em 2012”.

Naquele momento, Chico revelou o futuro que está reservado ao planeta Terra.


"Nós alcançaremos a solução para todos os problemas de ordem social, como a solução para a pobreza e a fome que estarão extintas; teremos a descoberta da cura de todas as doenças do corpo físico pela manipulação genética nos avanços da Medicina; o homem terrestre terá amplo e total acesso à informação e à cultura, que se fará mais generalizada; também os nossos irmãos de outros planetas mais evoluídos terão a permissão expressa de Jesus para se nos apresentarem abertamente, colaborando conosco e oferecendo-nos tecnologias novas, até então inimagináveis ao nosso atual estágio de desenvolvimento científico; haveremos de fabricar aparelhos que nos facilitarão o contato com as esferas desencarnadas, possibilitando a nossa saudosa conversa com os entes queridos que já partiram para o além-túmulo; enfim estaríamos diante de um mundo novo, uma nova Terra, uma gloriosa fase de espiritualização e beleza para os destinos de nosso planeta."


Ou, caso contrário, atrasarmos o nosso passo evolutivo com um conflito nuclear de consequências arrasadoras e imprevisíveis para todos nós”, comenta o escritor Geraldo Lemos Neto.


Segundo ele, o médium teria dito que o futuro está atrelado às decisões que o homem tomar.


Destino. “Tudo dependerá do que os homens e suas nações decidirem.


Se passarmos esse prazo de 50 anos, que termina em julho de 2019, sem nos lançarmos à terceira grande guerra mundial, então entraremos em um glorioso período de desenvolvimento acelerado, conquistando conhecimentos mais largos sobre nossa existência e integrando-nos definitivamente com a comunidade das civilizações extraterrestres mais evoluídas do que nós, absorvendo-lhes os ensinamentos e recebendo delas uma imensa e inimaginável cooperação”, ressalta Lemos.


O diretor do filme Fábio Medeiros, 42, fotógrafo, espiritualista e ufólogo confesso, faz sua estreia em um longa-metragem.


“O filme é uma produção independente, um trabalho de formiguinha, de pessoas que acreditam na mensagem do médium. Não entramos nas leis de incentivo audiovisual, e o custo de quase R$ 200 mil foi totalmente bancado por nós. Nosso retorno financeiro será com a venda do DVD”.


Segundo o diretor, o objetivo do filme é conscientizar as pessoas de que o melhor caminho para seguir na vida é a paz. “Ele traz uma mensagem de mudança interior e de convivência entre os povos. Podemos criticar as guerras, mas temos que tomar uma posição. Queremos que cada pessoa reflita um pouco e entenda que a melhor forma de mudar o mundo começa com nós mesmos”, propõe Fábio.

#relatopb #interessante

RelatoPB

Aqui se fala

© 2016 por "RelatoPB". Orgulhosamente criado por relatopb