Procurador alerta sobre abusos em pré-campanhas


O procurador eleitoral João Bernardo faz um alerta aos vereadores que serão pré-candidatos para que tenham cuidado com o que pode ser realizado durante a pré-campanha. Segundo ele, é proibido o pedido de voto ou apoio fora do período da campanha eleitoral. “É bom ter bastante cuidado com o que está sendo conversado nos bairros. O pré-candidato pode se apresentar à população, mostrando qualidades e até mesmo o que já foi feito durante o mandato e o que pretende fazer no futuro, mas é totalmente proibido o pedido de voto”, afirmou. De acordo com João Bernardo, caso seja desobedecido o que determina a Legislação Eleitoral, o pré-candidato pode ser punido com multa e até mesmo com a impugnação do registro de candidatura. “Por isso é bom ter cuidado e atenção nesse limite entre a pré-campanha e o pedido de voto”, alertou.


Sem título-2.png